O que é modelo de negócio?

Saiba o que é modelo de negócio, conheça tipos de modelos de negócios e entenda a diferença para o plano de negócio.

rascunho de modelo de negocio

Quando alguém pergunta “o que é um modelo de negócio?” palavras costumam surgir como respostas. Canvas, proposta de valor, tabela, planejamento e até mesmo plano de negócio são algumas delas.

Mas será que esses termos conseguem explicar o modelo de negócio? Na verdade, em partes. Isso porque, a maioria dessas palavras possuem relação direta com o conceito dessa expressão tão famosa no mundo do empreendedorismo.

No entanto, plano de negócios é um método diferenciado. Portanto, nesse artigo você vai entender melhor a diferença entre essas duas ferramentas. Mas antes disso, é possível compreender o conceito estruturado do modelo de negócio e os seus variados tipos.

Entenda o que é modelo de negócio

Modelo de negócio é uma ferramenta visual que permite ao empreendedor organizar a própria empresa. Com ela é possível estabelecer o produto oferecido, a forma como ele será comercializado e qual é o cliente final.

De acordo com vídeo divulgado no canal do Sebrae, o modelo de negócio “permite visualizar a empresa como um todo, com as partes que a compõe. Nele você idealiza a criação, a entrega, a captura de valor do seu negócio. Verificando se tudo faz sentido e se encaixa.”

Trata-se de uma ferramenta de criação. Por isso que esse método é visto como o momento de construir as ideias que formarão o projeto da empresa. Além disso, vale ressaltar que ele não é definitivo, podendo ser moldado com o tempo e com as necessidades que surgem.

O que é Canvas?

Um dos termos que está relacionado ao modelo de negócio é o Canvas. Mas na verdade, trata-se da mesma ferramenta, pois ambas ajudam a iniciar um empreendimento mais estruturado.

O método foi desenvolvido pelo suíço Alex Osterwalder, que junto com outros especialistas escreveu o livro “Business Model Generation”, considerado uma bíblia para os empreendedores.

Assim, quem deseja iniciar um empreendimento deve adotar o Canvas como um instrumento de organização e integração. Uma maneira simples de explicar essa ferramenta é visualizando um quadro grande dividido em partes e cheios de post-its.

Nessas divisões há perguntas que vão estimular o empreendedor a pensar no desenvolvimento do negócio. Por exemplo: Como ele vai ser elaborado? O que vai ser comercializado? Para quem se destina esse produto ou serviço? Quanto vai ser necessário para isso acontecer?

Além disso, existem ainda outros componentes centrais de um negócio que contemplam essas questões inicias, como: Segmento de clientes, proposta de valor, canais de distribuição, relacionamento com clientes, fontes de receita, recursos principais, atividades chave, principais parcerias e custos.

Ao obter as repostas para essas questões, é indicado escrever em post-its. Isso porque, tanto a visualização como a organização são contempladas. Além disso, esse processo é mais produtivo porque possibilita possíveis ajustes sem precisar rasurar o documento.

Por ser uma ferramenta simples e mesmo assim completa, hoje em dia é mais comum a produção de um modelo de negócio em vez de um plano de negócio.

Tipos de modelos de negócio

De acordo com o Gabriel Ferreira da ACE, existem diversos modelos de negócio. A diferença entre cada um deles está no modo como ele é oferecido aos clientes. De uma maneira geral, é possível citar sete tipos, são eles: SAAS, Assinatura, Marketplace, E-commerce, Games, Software house e Adware.

A seguir há algumas informações e exemplos de cada um deles.

  1. SAAS: Software as a Service são empresas que desenvolvem e comercializam softwares como uma forma de serviço. Um exemplo disso é o Microsoft Office 365;
  2. Assinatura: A Netflix é um grande exemplo desse mecanismo de negócio. Nesse caso, a empresa fornece um serviço constante em troca de um pagamento mensal;
  3. Marketplace: Nesse tipo de negócio a empresa em questão é intermediária entre o comprador e o vendedor. Por exemplo, o MercadoLivre;
  4. E-commerce: As lojas online se encaixam no padrão do e-commerce, pois vendem os próprios produtos na internet. Um exemplo disso é o Netshoes;
  5. Games: Como o próprio nome já induz, as empresas desse nicho trabalham com o desenvolvimento e aprimoramento de jogos. Riot Games é um tipo de empresa desse seguimento;
  6. Software house: Trata-se de empresas que criam softwares para outras pessoas e trabalham desde a execução do projeto até a manutenção dele. Um bom exemplo disso é o Linx;
  7. Adware: O Facebook e Instagram são exemplos populares desse tipo de negócio. Isso porque, Adware é um modelo onde a empresa disponibiliza um serviço gratuito para os consumidores. Mas em troca, esse público aceita visualizar as propagandas que surgem nessas plataformas.

Assim, sabendo quais são os tipos de modelo de negócio e quais são as principais características deles fica mais fácil montar a própria empresa e conseguir progredir no campo de atuação.

Qual a diferença entre modelo de negócio e plano de negócio?

A principal diferença entre um modelo de negócio e plano de negócio está na construção desses métodos. Enquanto o primeiro é mais dinâmico, rápido e de fácil visualização. O segundo é mais extenso, chegando a ter 50 folhas de conteúdo.

Mas qual escolher? Na construção da empresa é possível fazer os dois modelos, pois um não anula o outro. No entanto, hoje em dia é mais comum a produção de um modelo de negócio, por ser uma ferramenta simples e mesmo assim completa.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0
O que é modelo de negócio?

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário