Vale a pena ser freelancer para ter renda extra?

Estabelecer as próprias metas, trabalhar de casa e ainda assim ter a possibilidade de ganhar melhor são alguns dos benefícios de ser freelancer.

Apesar de ser um termo em inglês, a palavra freelancer já está altamente integrada ao vocabulário dos brasileiros. Seja para complementar a renda ou como uma alternativa para quem está desempregado, esta forma de trabalho acaba sendo cogitada na vida de muitos profissionais do Brasil. Mas será que vale a pena ser freelancer para ter uma renda extra?

Esta é uma dúvida quase que unânime para os trabalhadores que cogitam essa possibilidade. Isto porque os profissionais já passam de seis a 10 horas por dia trabalhando em seus respectivos empregos e quando chegam em casa só o que desejam é relaxar. Contudo, muitas pessoas querem ganhar um dinheiro a mais para passarem o mês com mais tranquilidade financeira.

No entanto, é possível sim conciliar o trabalho fixo com os freelas. Mesmo parecendo um desafio, os trabalhadores podem se organizar e se adaptar a esses dois compromissos, até que possam viver apenas com um desses serviços. Porém, para isso é necessário estudar o tempo livre, avaliar quais as melhores ofertas de trabalhos extras e se dedicar a essas oportunidades.

Trabalhar como freelancer vale a pena?

Esta pergunta só pode ser respondida pelo próprio profissional, pois cada um sabe dos seus respectivos limites físicos e mentais. Contudo, se for possível conciliar o trabalho fixo com o trabalho de freelancer, sem resultar em exaustão do trabalhador, a pessoa pode ter uma renda significativamente maior.

Além disso, combinar as duas funções é só o primeiro passo para ter um futuro profissional mais independente, promissor e, por que não, feliz. Afinal, trabalhar para si mesmo é excepcionalmente melhor do que para outras pessoas.

Estabelecer as próprias metas, trabalhar de casa, escolher quais projetos podem ser elaborados de acordo com a sua concepção e ainda assim ter a possibilidade de ganhar melhor. Essas são algumas das vantagens de se trabalhar como freelancer, mas não são as únicas. A seguir é possível ver outros benefícios de trabalhar em casa nas horas extras:

  • Aumentar o networking: Trabalhando com freelas o profissional tem a possibilidade de aumentar os contatos, como se fosse um ciclo. Fecha negócio com uma empresa, apresenta um bom trabalho e acaba sendo requisitado nas próximas vezes. Por ter um reconhecimento com um cliente, pode ser indicado para outros. No final, um freela acaba resultando em outros e assim por diante;
  • Fazer o próprio salário: Quanto mais trabalhar, mais dinheiro o profissional consegue com freelas. É possível fazer um bom pé-de-meia esforçando-se ao pegar trabalhos extras. E o próprio especialista é quem escolhe quantos trabalhos pode pegar e quais seriam esses;
  • Horários flexíveis: Além de fazer o próprio salário, o profissional também define os horários de trabalho. Mas para isso é necessário organização para decidi-los e compromisso para entrega-los dentro dos prazos pré-estabelecidos.

Como ser freelancer na internet?

Existem vários tipos de profissionais freelancer, por exemplo: de programação, design, de criação de conteúdo para web, fotografia etc. Para se tornar um desses ou de outra área, o trabalhador precisa se empenhar para encontrar clientes que queiram contratar os seus serviços.

Segundo nosso parceiro web designer, desenvolvedor e fundador do blog, Fabio Lobo, que já trabalhou como freelancer e hoje tem seu próprio negócio, todo o esforço é recompensado no futuro. “Eu ganho mais trabalhando em casa do que quando eu fui funcionário, mas não consegui isso do dia pra noite: são horas de sono perdidas pra se conseguir uma carteira própria de clientes”, relata o profissional em um artigo sobre freela no próprio site. Em outras palavras: Vale a pena ser freelancer!

Por isso, é importante está equipado não só de conhecimento com relação a área específica, mas também sobre como funciona o trabalho de freelancer, principalmente na internet.

Uma forma de divulgar os trabalhos como freelancer é criando um próprio site para ser encontrado com mais facilidade na internet. Outra forma de ser achado é através de alguns sites que tentam facilitar a vida desses profissionais, criando listas e portfólios dos projetos desenvolvidos por esses.

99Freelas

O site do 99Freelas pode ser usado tanto para encontrar freelancers como também empresas que buscam por esse tipo de trabalho. Para isso, basta que o profissional se cadastre, adicionando dados pessoais e sobre as habilidades que possui.

WeLancer

Este site está voltado especialmente para os profissionais que queriam trabalhar com freelas. Nesta plataforma, é possível criar um portfólio, divulgar os trabalhos já elaborados, ter acesso a milhares de clientes e ficar atento as concorrências.

Comunica Freelancer

O profissional que trabalha com design, fotografia, programação, marketing, comunicação etc., pode encontrar empresas que queriam o serviço por ele prestado no site da Comunica Freelancer. Para isso, basta que o interessado se cadastre gratuitamente nessa plataforma.

Freelancer

Freelancer é uma empresa digital que oferece o maior mercado do mundo de profissionais freelancer. Mais de 247 países estão conectados com essa rede de clientes e trabalhadores. As possíveis áreas encontradas nessa ferramenta são: desenvolvimento de software, escrita, entrada de dados e design diretamente para áreas de engenharia, ciências, vendas e marketing, contabilidade e serviços jurídicos.


E aí, se convenceu se vale a pena ser freelancer ou não? Deixe seu comentário!

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Vale a pena ser freelancer para ter renda extra?

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário